- RPG 2000A.C - RPG REGISTRADO - Direitos reservados aos administradores
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A lenda das Pedras - PRIMEIRO CAPÍTULO DA TRAMA.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 86
Data de inscrição : 28/07/2010

MONEY
Gold Gold:
Silver Silver:
Bronze Bronze:

MensagemAssunto: A lenda das Pedras - PRIMEIRO CAPÍTULO DA TRAMA.   Sab Jul 31, 2010 2:01 pm


Há uma lenda contada pelos antigos elfos sobre uma pedra do poder.

Durante eras, séculos, druidas tentaram de todas as formas conseguir uma pedra que pudesse desvendar o mistério da vida e da criação, conferindo a inteligência extrema ao seu portador, aproximando seus poderes do de um Deus. A busca por ela era considerada um dever sagrado desta ordem, sua grande meta. A ela se referiam apenas como "Opus Magna" ou "A grande obra".

Há mais de 1000 anos uma druida, depois de trabalhar com afinco durante anos, conseguiu realizar a tal pedra, que ficou conhecida nos anos seguintes com o nome de "Öndo d'Saila" (do élfico antigo - "Pedra da Sabedoria") entre os elfos. A pedra criada, contudo, não era perfeita. Não tornava seu dono imortal, como tanto haviam desejado os magos que a buscavam, e por isso, eles a renegaram, tanto a pedra quanto a sua portadora, e continuaram em sua busca, que apenas a druida e os deuses sabiam ser em vão.

Abandonada pelos seus, ela foi acolhida pelos elfos, que não consideraram a pedra um fracasso. Imortais por natureza, a pedra poderia transformar qualquer deles em um deus. No entanto a maioria deles respeitava, acima de tudo, a sabedoria suprema a que chegou essa humana, alguns se tornaram seus amigos, chegando a amar a tristeza de seus olhos, a clareza de sua fala e pensamento. Viveu entre os elfos algum tempo. Diz a lenda que tornou-se grande amiga da Rainha e mesmo sua conselheira, e que durante alguns anos, foi mesmo feliz entre os elfos. Mas sua felicidade durou pouco.

Não tardou para que a notícia da existência da pedra se espalhasse. E, se antes os deuses riam-se das pretensões dos magos, e suspiravam aliviados quando mostravam desprezo pela criação dela, agora, ao perceber, que, abandonada por seu povo, ela não enlouqueceu ou pereceu, e que a tal pedra não estava perdida para sempre, eles tiveram medo.

Medo porque, ao contrario dos homens eles sabiam que a posse de tal poder significava nada menos que a liberdade extrema, os deuses não mais definiriam o destino do homem, e seu poder sobre ele diminuiria. O homem conheceria todos os segredos do céu e da terra, e seria igual aos deuses, apesar de mortal. Nas mãos de um elfo então, tanto pior, qualquer um se faria deus, e não haveria nenhum respeito por essa posição.

Apenas um deus não temia o poder do artefato: Hades. Embora já não tivessem medo da morte, os homens ainda morreriam, ainda desejariam o paraíso. E ele já não seria temido, mas respeitado, talvez até amado pelos mortais. Mas Hades não podia trair abertamente a seus irmãos. Eles eram ainda muito poderosos.

Assim, os deuses exigiram que a mulher entregasse a pedra, e seu castigo se não o fizesse seria a morte e o eterno martírio na morada de Hades.

Sem ter como fugir, decidiu que teria que escolher um dos deuses para entregar a pedra e torcer para não sofrer demais no reino da morte. Escolheu Hades, senhor do submundo e dos mortos. O deus, grato com sua decisão escolheu o que ela faria para pagar já que não havia entregado para mais ninguém a tal pedra.

A druida não gostaria de ficar no reino dos mortos e então Hades concedeu-lhe uma foice e uma capa negra, poderes de tirar a vida de qualquer mortal, qualquer criatura que caminhasse sobre a terra, qualquer ser que vivesse acima do mundo dos mortos. Ela era agora conhecido como o Agouro. Ou então como preferem chamar, a Morte.

Sua responsabilidade é matar segundo ordens de Hades, e se não o fizesse seria condenada a castigos inimagináveis.

Porém, nada nesse mundo de busca por poder é justo. O Deus receoso com um ataque dos outro Deuses dividiu a pedra em quatro partes, e aí sim a sua natureza foi descoberta.

Quando rompida a pedra deu origem a quatro belas jóias: A jóia da Celeridade, a jóia da Mente, a jóia da Fúria, e a jóia da Aptidão.

Cada uma dessas tem um poder diferente.

A jóia da Celeridade, oferece ao seu portador o poder da velocidade. O portador é abençoado com uma agilidade inimaginável e consegue até mesmo saltar mais que um humano normal, se esquivar muito rápido, atacar com uma velocidade incrível.

A jóia da Mente, confere ao portador o poder da inteligência. Agora ele é capaz de decidir as coisas muito mais rápido que o usual, tendo um poder mágico e sabedoria ainda maior, ou conferindo poderes mágicos àquele que não o possui.

A jóia da Fúria, confere ao portador o poder da força. Ele tem a força de vários homens e pode até mesmo quebrar algumas paredes com socos. Tem força para arrancar árvores do solo e até mesmo para rachar uma pedra grande com algumas pancadas.

A jóia da Aptidão. Dá ao portador o poder da destreza. O ser que carrega consigo esta pedra tem uma habilidade manual inacreditável, consegue manejar armas com extrema perícia, faz trabalhos manuais mais rápidos que qualquer um, consegue equilibrar-se em coisas que parecem impossíveis de ficar. E ganha uma precisão absurda.

Felizmente, para a raça humana, as pedras foram perdidas. A Morte caminha atrás delas tentando encontrá-las para que possa ter sua vingança contra Hades.

A localização dessas pedras é desconhecida, mas há muitas pessoas que confirmam a história de cada pedaço estar em uma região. Pode estar na espada de um bárbaro, no cetro de um mago, ou em na tiara de uma Elfa. Ninguém sabe onde pode estar, mas certamente quem achar alguma dessas será respeitado.

_____________________________________________________________________________________________


Especificações:

Olá caro jogador!
Essa é uma das primeiras tramas que teremos no jogo. Juntamente com essa teremos outras várias, contando com Criaturas lendárias para lutarem contra vocês, duelos de raças, lutas no “Coliseu” e muito mais.

Em relação às pedras:

Elas estão perdidas no continente e irão aparecer algumas pistas dessas pedras. Fiquem atentos, pois pode ser qualquer coisa.

A trama das Pedras será iniciada com todas as pedras. Não poderão postar em mais de um lugar ao mesmo tempo. Se está atrás de um pedra, ela é a que você tentará conseguir. Se alguém conseguir a pedra e você deseja ir atrás da outra, terá que viajar até o local onde está a outra pedra e tentar encontrá-la.

Atributos dados pelas pedras:

Ah... Agora a parte que interessa. As pedras conferem bônus por atributo, sendo assim, aí está a lista de pontos que ela poderá conferir.

A jóia da Celeridade – Confere um bônus de Agilidade de 1 (1d6/2). Podendo chegar ao total de 4 pontos de Agilidade.

A jóia da Mente – Confere um bônus de Inteligência de 1 (1d6/2). Podendo chegar ao total de 4 pontos de Inteligência. E se o portador for um Bárbaro ele tem o direito de usar magias como no caso dos Elfos. – Atenção esses pontos bônus não entram na conta para Perícias.

A jóia da Fúria – Confere um bônus de Força de 1 (1d6/2). Podendo chegar ao total de 4 pontos de Força. E se o portador for um Mago ele tem o direito de usar armas brancas como no caso dos Elfos.

A jóia da Aptidão – Confere um bônus de Destreza de 1 (1d6/2). Podendo chegar ao total de 4 pontos de Destreza. E se o portador for um Mago ou Bárbaro ele tem o direito de usar Arco e Flecha.



**OBS.: Caso o personagem opte pelo uso de Armas Brancas, Arco e Flecha ou Magia, ele deve comprar a perícia. Para isso deve mandar uma mensagem para algum dos Deuses mandando as alterações a serem feitas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://2000ac.forumeiros.org
 
A lenda das Pedras - PRIMEIRO CAPÍTULO DA TRAMA.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Recrutamento] Seeking Online - Capítulo 1: Aurora e Pecado
» Bleach - Shinigami Saga - Capítulo 1 (Tópico de jogo)
» Capítulo 2 - Uma Noite na Taverna
» [Apresentação] Singela Dualidade - Capítulo I
» Capítulo 1: Caminhos Cruzados

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
2.000 A.C. :: RPG - 2000 A.C. :: Tramas-
Ir para: